• English (UK)
  • +351 217 214 129
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 

Nota de Abertura - A propósito de I Guerra e de Winston Churchill

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A I Guerra Mundial foi um sismo, nas palavras de Elie Halévy, um cismo que destruiu a velha Europa histórica. Agora, ainda mais claramente do que antes, podemos ver a guerra como prelúdio da era totalitária. Esta primeira guerra deixou um legado de violência autorizada; inflamou o nacionalismo (e criou repulsa no seu interior e no do seu gémeo aparente, o militarismo); estabeleceu um socialismo de estado baseado na guerra; e exacerbou quase todos os conflitos pré-existentes na Europa. Foi extraordinário esperar que daquela guerra emergisse um mundo novo, um mundo seguro para a democracia. Na realidade, a guerra criou as condições para o bolchevismo e o fascismo e preparou o cenário para o confronto mundial histórico entre os Estados Unidos e a Rússia bolchevista”.


 

A Guerra que acabou com a Paz

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A 4 de agosto, aquilo a que Theodore Roosevelt chamou «esse grande tornado negro» desencadeou-se sobre a Europa. Tal como uma súbita tempestade de verão, a guerra apanhou muitos de surpresa, mas houve poucas tentativas, pelo menos de início, para lhe escapar.


     

Pág. 1 de 5

Agradecemos o amável e generoso apoio dos nossos patrocinadores:

logo ucp iep lisboa

Logo Jerónimo Martins

logo radio renascenca

© 2021 Nova Cidadania. All Rights Reserved.
Desenvolvimento Angulo Sólido

Please publish modules in offcanvas position.