• +351 217 214 129
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

reis_neandertais_1.png

É costume dizer-se que existem dois tipos de pessoas: as que acham que um copo está meio vazio, e as que acham que esse copo está meio cheio. Pessoalmente, gosto de pensar que pertenço a um terceiro grupo, o das pessoas que, independentemente da quantidade de liquido que contiver, acham que esse copo apenas ainda não foi derrubado, estando apenas à espera que acabe por ficar estilhaçado.

Matt Ridley
The Rational Optimist

Londres: Fourth Estate, 2010


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Vermelho e Negro

Se é difícil contestar a pertinência de um “livro negro” do comunismo, é mais fácil antecipar hesitações quando se trata de um “livro negro” da Revolução francesa. É evidente que o “livro negro” aqui em apreciação sucede à publicação há não muito tempo de um outro dedicado à tragédia e horror da experiência comunista.

Renaud Escande
O Livro Negro da Revolução Francesa

Aletheia, 2010


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Justiça por Comparação

Amartya Sen tem como principal aliado Adam Smith (e a Teoria dos Sentimentos Morais) e como principal alvo de oposição a Teoria da Justiça de John Rawls.

Amartya Kumar Sen
A Ideia de Justiça

Almedina, 2010


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Sobre a Autoridade

Este é um livro interessante e revelador. O seu interesse advém do tema que aborda, o da autoridade, que é frequentemente esquecido entre nós. E é revelador da filosofia política subjacente à perspectiva peculiar que o autor adopta sobre o problema da autoridade no mundo moderno.

Miguel Morgado
Autoridade

Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2010


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Contra a Falsa Esperança

Era Cioran, o conhecido filósofo romeno, quem dizia que o pessimista era apenas o mártir do senso comum. A frase aplica-se a Roger Scruton, primus inter pares dos conservadores modernos.

Roger Scruton
The Uses of Pessimism and the Danger of False Hope

London: Atlantic Books, 2010


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Vozes Recuperadas da Tragédia de um Povo

A tradução directa para português de História da Guerra do Peloponeso de Tucídides constitui um trabalho riquíssimo. A sua produção revela, além de enorme saber, uma grande coragem dos tradutores, também responsáveis pelas restantes partes que a compõem.

Orlando Figes
Sussuros - A Vida Privada na Rússia de Estaline

Aletheia, 2010


Agradecemos o amável e generoso apoio dos nossos patrocinadores:

logo ucp iep lisboa

Logo Jerónimo Martins

logo radio renascenca

© 2020 Nova Cidadania. All Rights Reserved.
Desenvolvimento Angulo Sólido

Please publish modules in offcanvas position.