• Português (pt-PT)
  • +351 217 214 129
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Meditação sobre o Papa Francisco

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Francisco enfrenta a situação, não querendo mas não temendo expor-se, de demonstrar mais uma vez que a palavra, que pode ser uma “arma de guerra”, é para ele uma palavra de paz, usada sem medo dos riscos e das oposições.

Talvez não seja despropositado, no sentido de compreender a intervenção deste Papa que os cardeais foram buscar ao “fim do mundo”, recordando a data histórica em que Ernest Renan, quando a Europa se considerava “A Luz do Mundo”, no seu L’Avenir de la Science, de 1848, escreveu: “É sobretudo sob a forma religiosa que o Estado velou até agora os interesses suprassensíveis da Humanidade. Mas a partir do momento em que a religiosidade do homem venha a exercer-se sob a forma puramente científica e racional, tudo o que o Estado concedia antes ao exercício religioso será por direito entregue à ciência, única religião definitiva”. O Papa Pio IX, atento à circunstância, não omitiu responder ao analista de tão histórico anúncio, denunciando “Os erros modernos” na Sillabus de 1864, com que acompanhou a Encíclica Quanta Cura de 1864. Sugiro este ponto de partida porque também quanto ao exercício de cada um dos Bispos de Roma, o exame da circunstância é indispensável, até para enriquecer a tradição de analisar e avaliar as diferenças da intervenção de cada um. E o nosso mundo globalista, que podemos praticamente, no que tem de desafiante, considerar desde o fim da Guerra Fria, um fim demorado a partir do Relatório secreto de Khrouchtchev ao Congresso do Partido Comunista da União Soviética, em 1956, implicou uma frequente mudança de conjuntura. Isto evidenciado quando o próprio projeto da Constituição Europeia, como foi tentado chamar-lhe, recusou invocar o passado cristão da Europa, que Luís de Camões considerou ser o eixo da sua identidade, ao proclamar Portugal “cabeça da Europa Toda”. Lembrando a iluminação de João XXIII ao convocar o Concílio do Vaticano, para atualizar a perceção do novo mundo em mudança, a intervenção lúcida de Paulo VI, e finalmente a eleição do atual Santo Papa João Paulo II à cátedra de Roma, [...]


1000 Characters left


We thank our sponsors for their kind and generous support:

Logo Jerónimo Martins

Logo Fundação Calouste Gulbenkian

Logo Grupo José de Mello

logo ucp iep lisboa

More Information

more information regarding sponsorships, please click here to access the form.

Please publish modules in offcanvas position.